Dog Walk


Os cães selvagens em natureza caminham cerca de 6 km por dia, eles precisam caçar, se locomover, proteger seu território e migrar. A migração é a busca por novos territórios, o que envolve comportamento exploratório. Toda esta atividade resulta em um alto gasto de energia diário e trabalho mental.

Nossos cães, os domésticos, possuem instintos semelhantes aos dos cães em liberdade. Obviamente, durante o processo de domesticação alguns destes hábitos foram amenizados, mas ainda se mantêm presentes. Isto indica uma necessidade dos mesmos em praticar atividades físicas, gastar energia, conhecer novos lugares e aprender novas coisas.

O DogWalk (passeio com cães) é um serviço que tem como objetivo principal a atividade física e o gasto energético, mas as vantagens vão muito além. Os cães ficam mais saudáveis, mais felizes e mais obedientes.

O passeio consiste em uma caminhada com o cão em lugares agradáveis e que se aproximem o máximo possível do ambiente natural. É recomendado a cães de todos os portes, inclusive os cães de colo. Porém é preciso avaliar qual a intensidade e duração adequada ao perfil do seu cão. Passeios também são indicados para cães idosos, mas respeitando suas limitações. O passeio deve ser personalizado e considerar a necessidade daquele cão.

A Dog´s Ville desenvolveu um passeio com 2 horas de duração, o que permite um significativo gasto energético, parada para descanso, água e muita diversão. A caminhada é realizada no parque Ibirapuera e os cães vão em grupo, assim podem socializar-se também. Os companheiros são escolhidos de acordo com compatibilidade de raça, idade e nível de energia.

O passeio é uma excelente forma de trabalhar a obediência do cão, não apenas durante o passeio, mas o respeito adquirido em uma caminhada feita da maneira correta terá repercussões dentro de casa. Por isso, os monitores ensinam o cão a caminhar ao lado do condutor e alguns comandos de obediência básica.   

Muitos cães desenvolvem problemas comportamentais em decorrência da falta de estímulos físicos e mentais. Alguns ficam muito sozinhos, outros ficam presos. Isso vai contra a natureza e a necessidade do seu cão. Então, eles acabam buscando uma forma de canalizar e extravasar esta energia. Infelizmente, a forma que a maioria encontra é desenvolvendo comportamentos destrutivos, agressivos, compulsivos ou retrocedendo em algum aprendizado.