Chinesa procura novo abrigo para


Ha Wenjin tomou uma decisão que pode ser considerada loucura por muita gente - mas sua coragem é inegável. Esta chinesa abriu mão da carreira e vendeu a própria casa, além do carro de de joias, para fundar um abrigo voluntário em Nanjing, onde cuida de 1.500 cães que viviam nas ruas, segundo o site britânico Orange News.



- No começo, eu cuidava dos animais no meu tempo livre. Mas quanto mais bichos abandonados eu resgatava, mais do meu tempo foi sendo necessário nessa missão.

Mas Ha Wenjin não está sozinha na sua luta. Ela conta com dez pessoas para conseguir cuidar dos cães e outras duas para dar conta dos 200 gatos que vivem em outro abrigo que abriu nas proximidades do primeiro.

O problema é que todo o esforço da chinesa pode ser interrompido. Governantes locais, que não reconhecem a ação de Ha Wenjin, estão de olho no terreno onde os animais estão sendo tratados.

- Preciso encontrar um novo local que esteja desabitado e que fique longe de habitações humanas, já que 1.500 cachorros não são nada silenciosos. E o local tem de ter um aluguel bem barato, já que a maior parte da nossa renda vem de doações.

A chinesa já tem um terreno em vista, no entanto, precisa de ajuda para levantar e manter o novo abrigo.

Também necessitará de ajuda para conseguir transportar os 1.700 animais até o próximo sábado (4/12/2010)

*legenda acima conta que ela abriu mão do trabalho, da casa e das joias para cuidar dos bichos

 

Fonte: R7