Artista quer pintar 5.500 retratos de cães – número de animais mortos por dia em abrigos dos EUA


artista-americano-pinta-5500-retratos-caes_04

Chocante, não? Mais de cinco mil cachorros norte-americanos são mortos em abrigos todos os dias. Comovido com os altos índices, o artista plástico Mark Barone comprometeu-se a pintar o mesmo número de retratos de cachorros, a partir das fotos enviadas por abrigos dos Estados Unidos.

Essa ideia surgiu há três anos, quando Barone e sua companheira, Marina Dervan, perderam a cachorra Santina, parceira há 21 anos. Marina acreditava que outro animal ajudaria a preencher o vazio deixado pela morte de Santina e, mesmo sem o consenso de Barone, percorreu abrigos em busca de um novo companheiro.

“Quando descobri a quantidade de cachorros mortos por dia nesses lugares, contei para Mark, que não quis saber”, relata Marina. “Mas sentia que era preciso fazer alguma coisa para ajudar”.

Dois dias depois, Barone – que não se interessou pelo assunto ao tomar conhecimento – teve um insight: dar visibilidade para as estatísticas ao pintar cachorros de abrigos. Foi então que ele resolveu pintar quadros com os cachorros sacrificados. “Escolhi cachorros porque morrem muito mais gatos. Para pintar estes eu levaria pelo menos sete anos”, explica.

Para definir sua galeria de retratos caninos, Barone seleciona as histórias mais comoventes. A Oreo, por exemplo, – que aparece no retrato que ilustra este post – sobreviveu a uma queda de seis andares e foi sacrificada por ser consideradaagressiva demais pela ASPCA – Sociedade Americana para Prevenção de Crueldade aos Animais. Que ironia! Ao pintá-la, Barone eternizou sua vida e história.

Faz mais de dois anos que o projeto teve início, e Barone já pintou mais de 3.500 retratos. Trata-se de uma média de 10 cachorros por dia. A ideia de Barone é que, quando o projeto estiver concluído, um museu especializado seja criado para reunir todo o acervo. E o mais bacana: o que for arrecadado com as visitas será revertido para abrigos que adotam boas práticas e lutam contra o sacrifício de animais.

Veja o vídeo onde Mark e Marina explicam detalhes da iniciativa:

 

Fonte: Planeta sustentavel